O Que Você Procura ?

traumatismo dentário

Traumatismo dentário pode ser perigoso, saiba como evitar!

dentista2

Traumatismo dentário pode ser algo que durante a infância e até mesmo na adolescência mais comum do que imaginamos.

Afinal, crianças estão mais propícias a se machucarem enquanto brincam. Acontecimentos assim, podem deixar uma marca. Quando se trata de saúde bucal, um acidente que envolva seus dentes pode resultar em um traumatismo dentário.

Para que não haja dúvidas a respeito do trauma dental, iremos falar um pouco mais sobre o assunto, de modo que sirva de alerta para todos, boa leitura e vamos lá!

O que é o traumatismo dentário?

Quando acontece algum tipo de acidente que envolva seus dentes, é possível que tenha lesões traumáticas, que podem ser lesões que prejudicam os dentes, o osso que os sustentam, os tecidos gengivais e os tecidos moles.

Frequente em crianças 1 a 8 anos, segundo o estudo realizado pela especialista em odontopediatria, Anne Berit Shaare (Reino Unido), mostrou que 70% dos traumatismos dentários acontecem no jardim de infância e em residências.

Isso acontece porque a criança, por estar no período de descobertas e aprendizado, acaba se aventurando mais, resultando em algumas lesões.

A falta de coordenação motora também contribui para os acidentes, mas não se preocupe, é comum para a fase.

Porém, cabe a atenção, porque as lesões traumáticas dentárias podem surpreender, às vezes podem ser simples fraturas em um esmalte ou até na perda definitiva do elemento dentário.

Outro dado curioso na pesquisa de Shaare é de pacientes do sexo masculino, são mais comuns nos consultórios. Isso é explicado pelo fato de na fase da idade, fatores como: quedas, brigas ou lutas, acidentes esportivos, automobilísticos, são comuns.

Porém, há casos também de traumatismos com objetos e maus tratos, o que requer a devida atenção, por parte da lei e outros profissionais especializados.

dentista1

Inclusive, o traumatismo dentário é uma ocorrência muito frequente também em adolescentes, e assim também como na fase infantil, gera grande susto aos pais.

traumatismo dentário infantil

 

Traumatismo dentário infantil

Para os pais, proteger seus filhos deve ser a maior tarefa de todas. Apesar de fazerem esforço para que nada de ruim aconteça, às vezes, alguma situação pode acontecer.

Um exemplo disso, são os acidentes que citamos acima, afinal, eles podem pegar qualquer um de surpresa.

Crianças entre os 18 e 30 meses de idade tem maior risco de sofrerem traumatismo dentário. Isso está relacionado com as quedas e acidentes quando as crianças estão brincando em casa, na escola, em parques de diversão e outros locais.

As lesões traumáticas dentárias, são perigosas porque podem variar desde simples fraturas no esmalte do dente até à uma perda definitiva do elemento dentário.

Além disso, o trauma pode não quebrar o dente em nenhum lugar e mesmo assim trazer problemas no futuro, por exemplo, como o escurecimento dental por necrose pulpar.

Fatores como dentes fora da posição também podem favorecer o traumatismo dentário, nesse caso, crianças com maior idade tem maior predisposição.

Isso acontece pelo fato de crianças que possuem a mordida aberta anterior tem maior risco de sofrer traumatismo dentário.

Atenção também para crianças possuem os dentes superiores mais para frente do que os dentes inferiores. Porque nesses casos o lábio superior pode não proteger os dentes, tornando ainda maior o risco de a criança ter um traumatismo.

Para poder tratar as lesões causadas pelo traumatismo dental, é preciso identificar primeiro de qual tipo cada uma se trata e a partir disso, ter um diagnóstico.

Lesões de traumatismo dentário:

Podemos considerar como mais comuns, as seguintes lesões dentárias:

  • Avulsão dental: com o impacto o dente é expelido do alvéolo dentário.
  • Deslocamento dental: neste caso, o dente poderá ficar mais mole, mas mesmo assim, permanece no local;
  • Fratura dental: apesar de existirem diversos tipos, é preciso se atentar quando há trinca de esmalte, fratura do esmalte e da dentina, entre outras, podendo inclusive expor a polpa ao meio oral;
  • Intrusão dental: também chamada de luxação intrusiva, é quando o dente se desloca para o interior do alvéolo dentário – cavidade do osso da maxila e mandíbula onde se alojam os dentes;

Os traumatismos dentários podem levar a perda dos decíduos (primeira dentição). Sendo assim, é preciso ter consciência da importância da dentição decídua para que o desenvolvimento da criança não seja afetado por uma perda precoce.

Traumatismo dentário o que fazer?

Apesar de na hora, por impulso, acabamos procurando ajuda em um pronto-socorro, é recomendado que não faça isso e eu explico o porquê.

Caso o diagnóstico do trauma não seja feito da forma correta, pode resultar em complicações na saúde bucal com o tempo.

Para que isso não venha acontecer, a dica é ir o mais rápido possível no consultório dentista, para que o paciente que sofreu o trauma deve ser radiografado o mais rápido possível.

Como evitar o traumatismo dentário?

O fato de não podermos controlar certas ações das crianças, algumas podem ser evitadas, para que haja uma prevenção no traumatismo dentário é ter atenção especial aos acidentes que podem ocorrer com as crianças.

Algumas ações que podem ser feitas, são:

  1. Estar perto da criança na fase em que estão aprendendo a andar e correr;
  2. Dependendo da atividade que será feita, como andar de bicicleta, correr, entre outras faça uso de equipamentos de proteção;
  3. Redobrar a atenção em brincadeiras na piscina, tanto dentro da água, quanto fora, na hora de sair dela;
  4. Crianças e adolescentes que praticam esporte de contato (verifique o uso de protetores bucais);
  5. Não se esquecer de usar o cinto de segurança. Estudos revelam que uma das causas mais comuns de traumatismo dentário está na falta do uso de cinto de segurança.

O que fazer quando há um trauma dentário?

Apesar das dicas, caso haja algum tipo de trauma dental, siga as seguintes recomendações:

  1. Pegue o dente pela coroa, JAMAIS pegue pela raiz.
  2. Lave o dente, mas sem esfregar, use apenas a água e coloque-o, se possível, no local de onde saiu e leve a criança imediatamente ao dentista.
  3. Se não conseguir colocá-lo de volta no lugar após o acidente, você pode colocá-lo num recipiente com leite e leve a criança imediatamente ao dentista.

Por último, em qualquer caso que haja traumatismo dentário lembre-se de:

  1. Com uma gaze, você consegue reduzir o sangramento. Para fazer isso, basta comprimi-la no local por 5 minutos.
  2. Procure o dentista ou pronto-socorro odontológico mais próximo de sua residência o mais rápido possível.
  3. Tenha uma higiene bucal adequada para que ocorra a cicatrização da gengiva no local em que o dente sofreu o traumatismo.

Dependendo da gravidade do caso, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU pode ser solicitado.

Espero que você tenha aprendido tudo quando o assunto for traumatismo dentário, principalmente na parte como evita-los.

Mas se você quer manter sua saúde bucal em dia, ligue aqui e agende sua avaliação!

E se gostou do nosso texto ou tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe seu comentário!

dentista

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!