Você pode agendar a qualquer momento

O que é o tratamento de canal e como ele funciona?

O que é o tratamento de canal e como ele funciona?

O tratamento de canal — também chamado de endodontia — está entre os procedimentos odontológicos mais conhecidos, mas também é um dos mais temidos.

Isso acontece porque ele remete automaticamente a ideia de dor ou de comprometimento total do dente. Mas será que essa ideia é, de fato, real?

Neste post, você vai descobrir tudo sobre esse tratamento, como ele é feito, para quais casos é indicado e o que leva à sua necessidade. Continue a leitura e entenda mais!

No que consiste o tratamento de canal

De repente, você começou a sentir uma forte dor de dente. Então passou em consulta com seu dentista e ele informou a necessidade de um tratamento de canal, mas você não sabe, ao certo, no que consiste esse procedimento.

O dente pode ser dividido em três partes: o esmalte, a dentina e a polpa. O esmalte é a camada externa e a mais dura. Já a dentina, que também tem essa consistência calcificada, fica abaixo do esmalte.

A polpa é o tecido mole existente dentro das camadas citadas. Nela, estão os vasos sanguíneos e os nervos dos dentes.

É justamente quando essa parte fica comprometida que é necessário fazer o chamado tratamento de canal. Ele recebe esse nome por fazer referência ao canal radicular, que é a estrutura pela qual se estende a polpa.

Sendo assim, o tratamento consiste na retirada total da polpa e isso é necessário quando, por algum motivo, ela foi danificada, está infeccionada, ou mesmo morta.

Antes do tratamento de canal, quem sofria com um problema assim sabia que corria um grande risco de ter que passar por uma extração. Hoje, já é possível salvar muitos dentes com essa técnica.

Como ele é feito

Como dito anteriormente, para o tratamento de canal a polpa do dente precisa ser totalmente removida, deixando um espaço que é limpo e fechado depois. Veja o passo a passo desse tratamento:

  1. durante a consulta, o dentista identifica a necessidade de realizar o tratamento de canal e faz um raio-x do dente que apresenta problema;
  2. após aplicar a anestesia, é feita uma abertura pela coroa do dente (parte superior) até chegar à polpa;
  3. com o auxílio de limas próprias para esse procedimento, o dentista retira toda a região pulpar e, com ela, a parte infeccionada;
  4. depois dessa remoção é feita a modelagem do canal para que esse receba o material utilizado para obturação;
  5. com o auxílio da irrigação (água) é feita uma primeira limpeza do dente, a fim de remover todos os resíduos da retirada da polpa. Há casos em que há a necessidade de aplicação de medicamento por conta da infecção;
  6. depois de totalmente limpo, o espaço que ficou por conta da remoção pulpar precisa ser preenchido. Para isso, é utilizado material próprio e até pequenos pinos de plástico ou metal para dar sustentação às paredes do dente que restaram;
  7. em alguns casos, para que o dente tenha sua função normalizada, uma coroa é colocada sobre ele, restaurando sua aparência e formato.

Vale lembrar que, na maioria das vezes, o tratamento de canal não é realizado uma única consulta. Quando isso acontece, os procedimentos são os mesmos descritos, com a diferença que, no primeiro momento, você irá para casa com o dente fechado temporariamente.

No entanto, a retirada da polpa na consulta inicial já traz grande alívio para a dor intensa que parte comprometida gera.

O que é o tratamento de canal e como ele funciona?

As consequências de não fazer o tratamento de canal

Um dos primeiros sinais que há algum problema com o dente — especialmente quando a polpa é atingida — são as fortes dores acompanhadas, muitas vezes, de latejamento.

Porém, é importante salientar que, por mais que ela seja um indicativo que algo em seu dente não está normal, nem toda dor leva a um tratamento de canal. Muitas vezes, ela é consequência de uma cárie profunda, mas que não necessariamente chegou à parte interna, de sensibilidade devido à exposição da raiz, ou mesmo de questões relacionadas à gengiva.

Quando a inflamação chega à região pulpar, o forte incômodo e sensação de pulsar acontece porque ela aumenta a pressão interna, levando à compressão do nervo e à dor. Justamente por isso, a única maneira de aliviar o sofrimento é retirando a parte afetada do dente.

No entanto, por mais que todo esse transtorno aconteça, muitas pessoas demoram a comparecer ao dentista para sanar o problema e, até que o faça, usam de medicamentos para aliviar o incômodo.

É importante lembrar que os problemas dentários podem levar a consequências que vão além da boca. No caso do tratamento de canal, por exemplo, quando não realizado logo, a infecção presente pode formar pus, inchaço, abscesso que pode atingir o osso do maxilar e, em último caso, necrose da região afetada.

Além disso, a infecção da polpa também pode atingir as vias aéreas ou as bactérias chegarem à corrente sanguínea e afetarem órgãos essenciais como o coração.

Por tudo isso, logo que sentir que algo não está certo com seus dentes, marque uma consulta com seu dentista. Quanto antes resolver o problema, menores consequências pode ter e mais rápido terá sua qualidade de vida de volta.

O que leva ao tratamento de canal

Existem três principais motivos que levam ao tratamento de canal, são eles: a cárie, o trauma ou fratura dentária, necessidade de prótese dentária.

Cárie

A cárie está entre os problemas dentários mais comuns, atingindo desde crianças até adultos.

Quando afeta um dente, pode levar a um tratamento de canal porque ela vai destruindo, gradualmente, o esmalte e a dentina, que são as camadas externas dos dentes. Dessa forma, abre-se uma brecha para que as bactérias invadam a polpa. Quando elas penetram, inflamam a área, levando à infecção.

De modo geral, as cáries estão ligadas aos hábitos alimentares e de higiene bucal. Consumo de alimentos muito açucarados seguidos de não escovação, é a junção perfeita para a formação desse problema.

Mas não apenas o açúcar é vilão nessa história. Sempre que nos alimentamos, restos de comida tendem a ficar presos nos dentes. Quando não são eliminados corretamente, colaboram para a formação de bactérias que comprometem a estrutura do dente, causando as cáries.

Existem diversos outros pontos que podem levar a essa condição, tais como:

  • tártaro;
  • placa bacteriana;
  • baixa produção de saliva;
  • uso de aparelho ortodôntico sem a devida higienização.

Além de gerar mau hálito, dificuldade na mastigação e até comprometer a autoestima, quando não tratada, a cárie pode levar a consequências que vão além da boca.

Isso porque as bactérias presentes no dente podem chegar à corrente sanguínea. Quando isso acontece, outros órgãos são afetados, tais como o coração, os pulmões e até o cérebro.

Traumas ou fraturas dentárias

No caso dos traumas ou fraturas dentárias o processo é o mesmo, ou seja, por meio de uma fissura no dente a inflamação atinge a polpa e a compromete, levando à necessidade de um tratamento de canal.

O que difere é que, nesse caso, a necessidade da endodontia não se dá pela má higienização bucal, e sim por motivos que não foram possíveis prever ou até evitar.

Próteses dentárias

Quando há a necessidade de uma prótese dentária, como uma coroa, o tratamento de canal é indicado e serve como auxiliar na instalação desse dispositivo, garantindo também que o paciente não sinta dor decorrente de possíveis inflamações na região pulpar do dente após sua instalação.

O que é o tratamento de canal e como ele funciona?

Como evitar esse tratamento

Visto que as cáries são umas das causas que levam à necessidade de um tratamento de canal, uma boa maneira de evitar passar por esse transtorno é se prevenindo.

Para isso, o cuidado com a higiene bucal é fundamental. Manter uma rotina de limpeza adequada e uma alimentação saudável contribui não apenas para evitar esse problema, mas muito outros, tais como:

  • mau hálito;
  • gengivite;
  • periodontite;
  • endocardite;
  • placa bacteriana;
  • tártaro.

Por isso, se você ainda não tem o costume de cuidar dos seus dentes corretamente, atente-se para esses pontos:

  • escove os dentes sempre após cada refeição ou, pelo menos, três vezes ao dia;
  • escove os dentes sempre que consumir alimentos açucarados;
  • use a escova dental corretamente, a fim de evitar lesões nas gengivas;
  • faça uso de fio dental em todas as escovações;
  • troque sua escova a cada três meses;
  • carregue um kit de higiene bucal, especialmente se passar muitas horas fora de casa;
  • procure consumir alimentos que ajudam a manter os dentes saudáveis, como frutas, verduras, legumes. Os ricos em fibra colaboram para eliminar a placa bacteriana. Já os leites e seus derivados deixam a estrutura óssea mais forte;
  • use antisséptico bucal, mas evite o excesso para não eliminar as bactérias boas da sua boca;
  • visite seu dentista, pelo menos, a cada seis meses, e não apenas quando sentir alguma dor.

O que é o tratamento de canal e como ele funciona?

Em qual idade se faz o tratamento de canal

O tratamento de canal pode afetar pessoas de todas as faixas etárias. Inclusive, se você achava que somente adultos passavam por esse procedimento, saiba que crianças também podem precisar dele.

Mesmo nos dentes de leite, a falta de limpeza bucal ou algum trauma podem levar à necessidade de retirada da polpa. Isso porque, assim como nos adultos, as bactérias também podem alcançar a parte interna do dente quando encontram um caminho para isso.

No caso das crianças ainda tem o agravante de, quando não tratada adequadamente, essa infecção comprometer a formação do dente permanente que nasceria posteriormente.

Também para evitar a dor e o transtorno de um tratamento assim, os pais precisam ensinar seus filhos sobre a importância de cuidar da saúde bucal desde cedo. Além disso, as visitas ao odontopediatra colaboram para manter esse cuidado, bem como para dar dicas importantes quanto a maneira certa de fazer isso.

Como você pode ver, o tratamento de canal é um procedimento que tem como objetivo salvar o dente afetado, além de aliviar a dor que a infecção da polpa causa.

Por mais que parece complexo e doloroso, quando realizado por profissionais qualificados, todo o processo é seguro e rápido. Na Oral Dents temos especialistas em diversas áreas da odontologia.

Aproveite que está aqui e entre em contato para agendar sua consulta. Venha conhecer todos os serviços que temos para você e garanta uma boca saudável e um sorriso ainda mais bonito.

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!