O Que Você Procura ?

roer unhas

Roer unhas pode prejudicar seus dentes, entenda como!

dentista2

Roer unhas é um hábito comum, afinal, quando se está ansioso, preocupado, entre outro sentimento, é possível que comece a roer suas unhas.

O que muitos não sabem, é que o hábito de roer unhas pode prejudicar os dentes. Por isso, acompanhe neste texto os malefícios dessa ação, além de buscar amenizar o problema!

Roer as unhas é um hábito

Não pense que é o único que tem o costume de roer as unhas e há estudos realizados que comprovam isso, e constatou que aproximadamente 30% da população mundial têm o hábito de roer unhas, ou seja, mais ou menos 2,2 bilhões de pessoas fazem isso.

Diversos são os motivos que originam a prática, de modo que varie de acordo com a pessoa.

Porém, os causadores deste hábito envolvem: nervosismo, ansiedade, tédio, fome, frustração e para alguns como uma forma de relaxamento.

Apesar de ter uma lista extensa de fatores, as causas que levam a roer unhas ainda permanecem um mistério para a comunidade científica e médica, de modo que estudos sejam criados, como mostra o Iranian Journal of Medical Sciences, segundo a BBC Brasil.

roer unhas
Onicofagia é o termo técnio para “roer unhas”. Hábito que pode acontecer por diferentes motivos, mas prejudica a saúde bucal.

Onicofagia

A prática tem o termo técnico de onicofagia, e abrange tanto o roer as unhas das mãos ou até mesmo as dos pés, mas também há casos em que o paciente rói a ponta dos dedos.

Apesar de não haver explicação científica para a prática, essa mania de roer as unhas também pode ser causada pela imitação, ou seja, as crianças imitam adultos que roem unhas, e com isso ficam com esse hábito.

Isso ocorre porque a criança por volta dos quatro a cinco anos de idade, tem o hábito de roer unhas, que é um hábito normal da idade. Porém, é na adolescência que precisa ter atenção, já que a incidência é maior nessa fase por causa dos hormônios.

Algumas pessoas têm essa mania em níveis mais altos, de modo que até a carne dos dedos ou até mesmo a base das unhas (cutícula), que pode se transformar na entrada para infecções.

dentista1

Quando isso acontece pode ocorrer de doenças se manifestarem, causando diferentes tipos de doenças. Afinal, quando se leva os dedos à boca, os microrganismos que estão presentes nas unhas acessam o organismo de forma direta, criando possíveis infecções e até verminoses.

Mas não acabou. Roer as unhas também desgasta o esmalte dos dentes, machuca os dedos e ainda deforma as unhas. Por isso, a maioria das pessoas que roem a unha podem precisar de tratamentos ortodônticos.

Problemas bucais relacionados

A prática de roer as unhas além do desgaste do esmalte dentário e dos próprios dentes, também pode causar:

  • Problemas gengivais;
  • Dores nas regiões musculares;
  • DTM (disfunção temporomandibular);
  • Problemas no estômago se forem ingeridas;
  • Alteração do posicionamento dental;
  • Bruxismo;
  • Desgaste das superfícies mastigatórias;
  • Contaminação bacteriana;
  • Lesões nos tecidos que envolvem o dente, como mucosa e periodonto.

Todos esses problemas, além de prejudicarem a sua saúde bucal, também podem se transformar em doenças graves, como a endocardite bacteriana.

As infecções e inflamação na gengiva ocorrem quando a presença de bactérias, podendo causar outras doenças como a gengivite, periodontite, entre outras

Roer as unhas desgasta os dentes?

O que muitos não sabem é que o hábito de roer também pode ser considerado um problema crônico, que quando é feito exerce uma pressão constante nos dentes, que gera o desgaste e até fissuras, no caso, em situações mais graves

Além disso, a onicafogia causa dor ao mastigar alimentos, por causa do esforço exaustivo da mandíbula, que contribui para que aconteça distúrbios na ATM.

Entretanto, problemas como fraturas e dentes sensíveis também aumentam as chances do aparecimento de cáries, que podem levar a perda do dente.

Há caos também que roer as unhas provoca halitose ou mau hálito, por causa da falta de higiene e das infecções bucais que podem ou não estar ligadas a esta mania.

Também é possível que haja desalinhamento dos dentes por causa de uma possível deformação na arcada dentária.

Uma vez, que durante a fase da infância, pode acontecer do nascimento desordenado dos dentes permanentes. Mas também há os dentes que também podem se desalinhar.

Pessoas que fazem o uso do aparelho ortodôntico, quando roem as unhas aumentam o risco de que os dentes sobram uma reabsorção radicular, ou seja, a raiz do dente sofre um encurtamento ou perda dental, e isso ocorre porque os aparelhos expõem os dentes há uma maior pressão.

roer unhas
Jovem roendo as unhas de forma aflita. É preciso entender que o hábito de roer as unhas pode se desenvolver em um distúrbio, de modo que ações do cotidiano possam alimentar a ansiedade, contribuindo para o ato de roer unhas.

Como parar de roer unhas?

Mudar hábitos que existem por um bom tempo não é fácil, porém não é impossível. Mas existem formas de se fazer isso, como a de alertar as pessoas do com quem convive, como as crianças.
Uma vez que alertadas, a tendência é que não roam as unhas com tanta frequência, já que mesmo quando não tem o hábito, pode acontecer de roer de forma espontânea.

Agora, para aqueles tem a prática de roer as unhas é antiga, é preciso ter uma abordagem diferente. Por exemplo, entender que a prática é prejudicial, buscar ajuda profissional, etc.

A ajuda profissional é indicada a fim de investigar a raiz da sua necessidade de roer as unhas, como em casos de ansiedade.

Existe também tratamentos com dentistas que recomendam o uso de protetor bucal, que impede ou inibe esse hábito.

Tratar dentes desalinhas e tortos

Já que roer as unhas pode levar ao apinhamento dos dentes. Portanto, é importante se esforçar para conter esse hábito, evitando que este e outros problemas apareçam. Contudo, caso você já tenha observado que seus dentes estão desalinhados, além de parar de roer, você vai precisar da ajuda de um ortodontista.

Corrigir a posição dos dentes é indispensável para evitar complicações indesejáveis para a saúde bucal. Os dentes apinhados podem causar traumas oclusais, aparecimento de cáries, doenças como a gengivite, traumatismos dentários, além do fator estético que compromete o seu sorriso.

Por que devo parar de roer unhas?

Estão são algumas das principais consequências de roer unhas, que deixa importante abandonar porque deve abando esse hábito:

  • Surgimento de ferimentos na pele dos dedos e nas cutículas, o que facilita a infecção por bactérias e fungos;
  • Deformações nas unhas, nos dedos e na pele ao redor, o que causa constrangimentos pelos efeitos estéticos;
  • Aumento das chances de desenvolver problemas gastrointestinais, como gastroenterites e gastrites;
  • Dificuldade para realizar algumas atividades, como tocar um instrumento musical, desenhar e escrever.

Por fim, lembre-se de que as unhas servem como proteção da parte superior dos dedos, auxiliando na pressão que se exerce com os dedos, e como barreira para a entrada de micróbios no corpo e na corrente sanguínea.

Por causa disso que elas devem ser mantidas bem conservadas, impedindo o adoecimento pelo contato com micro-organismos.

Agora que já sabe a importância em parar de roer unhas, agende uma avaliação e garanta mais saúde para o seu sorriso, basta clicar aqui e agendar.

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!