O Que Você Procura ?

para que serve nimesulida

Para que serve nimesulida e quando tomar?

dentista2

Uma dor de dente pode ser um incômodo terrível. Desse modo, algumas pessoas buscam remédios, como a nimesulida. Mas afinal para que ela serve?

Remédios nunca devem ser tomados por conta própria, por causa dos riscos de problemas colaterais. Por isso, é aconselhável consultar um profissional especifico.

Se você é do time que não sabe para que serve a nimesulida, neste texto irei explicar o que é o remédio e como ele funciona em nosso organismo.

Para ajudar na compreensão, neste texto é utilizado, “o” e “a” para se referir ao nimesulida, “o” enquanto remédio e “a” referente a substância que ele é. Uma ótima leitura.

Nimesulida

Dentro da área da saúde, os profissionais o conhecem como um AINE (Anti-Inflamatório Não Esteroidal), que de forma resumida é uma classe de medicamentos que possui ações analgésica, anti-inflamatória e antipirética.

Por meio dessas ações, a nimesulida busca controlar desde de dores agudas leves a moderadas, combater a inflamação e controlar a febre.

Quando usar?

Ao fazer o uso de remédios, é importante que você tenha ciência de que quando utilizados de forma errada, podem trazer consequências.

Por isso, o indicado é que a nimesulida seja utilizada de forma apropriada, uma dosagem certa e por um tempo determinado.

As recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) é de que ela seja utilizada para aliviar temporariamente quando houver os seguintes sintomas:

  • Dor na articulação;
  • Inflamações como tendinite ou bursite;
  • Dores no pós-operatório;
  • Dor de dente;
  • Dores muscular;
  • Inflamação das vias aéreas superiores (pode ser opção para a sinusite e a dor de garganta);
  • Cólicas.

É importante destacar que nenhum tipo de medicamento é 100% seguro, logo, ao sentir que teve uma piora após a ingestão da nimesulida, procure a emergência.

dentista1

Para que serve nimesulida?

para que serve nimesulida
O nimesulida é um tipo de anti-inflamatório que não necessita de receita para ser utilizado, porém, é preciso tomar cuidado com consumi-lo. Uma vez que a automedicação não é indicada.

Como tem um fator analgésico e anti-inflamatório, a nimesulida é muito indicado para aliviar diferentes tipos de dores, como o de pessoas que fizeram um tratamento de canal.

Diante disso, o responsável pelo procedimento ou dentista irá prescrever o remédio e a forma como utilizá-lo, que é de acordo a frequência e gravidade da dor.

Desse modo, pode ser indicado em comprimidos e cápsulas, que em via de regra é indicado que seja tomado 2 (duas) vezes ao dia, no período de 12 em 12 horas, após as fazer algum tipo de refeição.

A nimesulida pode ser indicada também em gotas, em que recomenda uma gota por cada quilo (kg) do peso corporal, também 2 vezes ao dia.

Quando ela vem em formato dispersíveis e granulado, pode ser dissolvida em 10 mL de água aproximadamente, respeitando o tempo de 12 em 12 horas a após algum tipo de refeição.

Com isso, a nimesulida age diretamente no sistema nervoso central e nas partes do cérebro que estão responsáveis por alertar e fabricar radicais livres, sendo uma ótima opção para tratar a dor de dente.

Para que o tratamento tenha eficiência, é necessário segui-lo à risca, para que assim ele atenda aos resultados esperados.

Como a nimesulida age no corpo

Para entender como ela trabalha no corpo, basta entender que a nimesulida age de forma que ela inibe uma enzima chamada “ciclooxigenase”, que é a responsável pela produção de uma substância chamada prostaglandina.

Ao fazer essa inibição, a dor diminui, trazendo a sensação de alívio. Porém, o remédio não fazer efeito de imediato, tendo um tempo estimado para sua ação.

Assim, algo em torno de 15 minutos para alívio da dor, após sua imersão. Porém, casos mais graves como a febre, o tempo de resposta da nimesulida pode oscilar de 1 a 2 horas após o seu uso durando aproximadamente 6 horas.

Nimesulida preço

Por apresentar uma certa variedade, como cápsulas, gotas, gel, supositórios ou pomada, o nimesulida pode ser encontrado em farmácias ou no genérica apresentando uma receita médica.

Devido a sua variedade, é possível encontra-lo com os seguintes nomes:  Cimelide, Nimesubal, Nisulid, Arflex ou Fasulide.

Quais são as vantagens e desvantagens do seu uso?

De modo geral, o nimesulida não apresenta grandes vantagens quando comparados com outros AINEs disponíveis no mercado, com o diclofenaco e o ibuprofeno.

Porém seu custo-benefício é uma ótima opção entre os profissionais e pacientes. Porém, o remédio só deve ser consumido de uma ou duas vezes ao dia.

Porque quando ultrapassar esse tempo aumenta a possibilidade se desenvolva a hepatotoxicidade e à nefrotoxicidade – problemas nos rins, por exemplo.

Quem não deve usar nimesulida

Como qualquer outro remédio, algumas pessoas não devem fazer o uso dele. Nesse caso, menores de 12 anos não podem consumi-lo, podendo ser uma exceção quando indicado por médico ou dentista especializado, como pediatra e o odontopediatra.

Pessoas que apresentem casos de alergia relacionada aos AINEs ou algum outro tipo de analgésico, também deve evita-lo. Inclusive, se houver casos de familiares que apresentaram alergia, é importante ter atenção como pode reagir ao nimesulida.

Além dos citados acima, outras pessoas também podem apresentar quadros em que se devem evitar o medicamento.

Sendo assim, devem evitar o uso da nimesulida quando:

  • A pessoa ou familiares dela que possuem um histórico de alergia a algum componente da fórmula;
  • Indivíduos alérgicos a outros analgésicos (hipersensibilidade cruzada);
  • Pacientes com insuficiências (mau funcionamento) hepática, renal, cardíaca ou respiratória;
  • Pessoas com problemas de coagulação;
  • Indivíduos com suspeita de dengue.

Se você faz parte de alguma das situações acima, converse com o profissional responsável por seu tratamento, para que assim possa ter uma substituição adequada do remédio.

Curiosidade sobre a nimesulida

Um fato interessante sobre o remédio é de que ele não é usado nos Estados Unidos.

Apesar que o nimesulida foi lançado, em 1985, passou a ser utilizado em mais de 50 países.

Porém, o tempo passou e alguns estudos científicos apontaram a presença de uma grave reação adversa: a toxicidade hepática ou renal.

Desde então, o fármaco é observado, e para que isso não volte a acontecer, algumas autoridades sanitárias decidiram restringir o uso dele. De modo que seja especificado o tempo máximo de consumo.

Outro fato interessante é de que no Brasil, jamais houve algum relato desse efeito adverso.

Efeitos colaterais da nimesulida

No Brasil, a nimesulida é amplamente utilizada, não existindo nenhum relato documentado de hepatotoxicidade severa, ou mesmo fatal, associadas ao remédio.

Apesar disso, é possível que haja alguns episódios de reações contrárias ao fármaco, quando isso acontece, é recomendado observar as seguintes reações, que podem ser divididas entre: muito comuns, incomuns e raras.

  • Muito comuns: presença de diarreia, náusea e vômitos;
  • Incomuns: coceira, erupções cutâneas e sudorese;
  • Raras: vermelhidão, dermatite, hemorragia, retenção urinária.

Ao sentir qualquer reação contrária, busque logo por ajuda médica.

O nimesulida é indicado para casos de dores, porém, só pode ser indicado por profissionais devidamente registrados, assim se você estiver fazendo algum procedimento bucal ou não, pode ser que seja necessário o uso do remédio.

Caso não esteja, avaliar sua saúde bucal é sempre importante. Por isso, você consegue agendar aqui sua avaliação e deixar tudo em dia!

E claro, não se esqueça. Gostou do texto, tem alguma dúvida ou algum outro tipo de informação, deixe aqui nos comentários, será um prazer lê-las!

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!