O Que Você Procura ?

odontopediatria

Odontopediatria: quando e como levar as crianças ao dentista

dentista2

Odontopediatria pode ser uma ótima solução para pais de “primeira-viagem”. Afinal, muitos ficam inseguros com seus filhos, principalmente durante a primeira dentição.

A dúvida de quando levar o filho ao dentista fica na cabeça de muitos, mas o principal, qual profissional escolher para cuidar da saúde bucal dos pequenos.

Neste texto iremos falar sobre a odontopediatria e como ela pode ser um forte aliado para as crianças desde quando o primeiro dente nasce até atingir a vida adulta.

O que é odontopediatria?

Entre os diversos medos comuns às pessoas adultas está a visita aos dentistas. Seja pelo receio do barulho provocado pelo famoso “motorzinho”, seja por não querer sentir dor, muitos deixam para comparecer aos consultórios.

No entanto, o ideal é que você procure por seu dentista, pelo menos, duas vezes no ano, mesmo que considere que nada esteja errado com seus dentes.

Nessa visita, ele fará uma análise completa da sua saúde bucal e, caso realmente nada de mais grave seja encontrado, pode ser feita uma limpeza para retirada de placa bacteriana, já que essa só pode ser removida por um profissional.

Por outro lado, a questão das consultas ao dentista se tornam um pouco mais complexas quando o paciente é uma criança, ainda mais se os pais passarem para ela alguma ansiedade quanto a esse profissional.

Pensando justamente no público infantil é que surgiu a odontopediatria. Que é uma especialidade dentro da odontologia e tem como foco os cuidados bucais de crianças de todas as idades, indo desde os bebês até os adolescentes.

Lembrando que toda criança deve visitar regularmente o dentista, evitando assim, problemas futuros.

Dentro da odontopediatria temos:

dentista1
  • Monitoramento dos primeiros dentinhos da criança;
  • Acompanhamento da queda dos dentes de leite e nascimento dos dentes definitivos;
  • Controle e prevenção de problemas bucais infantis, como restaurações em dentes cariados, aplicações de flúor e de selante, etc.

Além disso, um dos principais objetivos do odontopediatra no cuidado dental para crianças é a prevenção.

Para que isso aconteça esses profissionais fazem um trabalho de conscientização com pais e filhos sobre a importância de desenvolverem e manterem bons hábitos relacionados aos dentes.

Quando levar meu filho ao dentista?

Muitos pais consideram que a higiene bucal dos filhos só deve ser algo com o que preocupar depois que surgirem os primeiros dentes.

Outros, infelizmente, mesmo que os pequenos já tenham a dentição primária — os dentes de leite — ainda acham que a escovação diária não é necessária, e tomam como base o fato que esses dentes serão trocados.

Porém, engana-se muito quem pensa dessa forma. Logo que o bebê começa a ser amamentado, tanto no peito quanto na mamadeira, a limpeza da boca já deve ser feita.

Após essa fase, e conforme ele for crescendo, os cuidados com a higiene bucal devem se estender e fazer parte do dia a dia da criança.

Cuidar da higiene bucal das crianças é um grande desafio. Dúvidas sobre quando começar, quais produtos utilizar, como fazer com que a criança crie o hábito de escovar os dentes e etc. são recorrentes.

E neste caso você deve procurar fazer parceria com um pediatra ou com um dentista especialista em atendimento infantil para evitar possíveis complicações.

Quais problemas bucais as crianças podem ter?

Mesmo que os dentes de leite sejam trocados pelos permanentes, isso não quer dizer que as crianças estejam livres de problemas bucais durante essa fase, muito pelo contrário.

Por mais que a alimentação seja até um pouco diferente dos adultos, o consumo de açúcar tende a ser maior nessa fase, lembrando que ele é um dos maiores vilões para o surgimento de diversos transtornos.

Além disso, é importante reforçar que a primeira dentição é um direcionamento para o desenvolvimento dos dentes que nascerão a seguir.

Ou seja, se esses primeiros não estiverem em boas condições ou posicionamento, é bem provável que os demais seguirão pelo mesmo caminho, como em casos de “dente encavalado”, por exemplo.

Abaixo está listado as principais causas de problemas bucais e como realizar o cuidado dental correto com as crianças a fim de evitá-los.

Mamadeiras e chupetas

Até mesmo se você proceder com a limpeza adequada da gengiva ou dos primeiros dentes do seu filho, o uso de mamadeiras e chupetas pode comprometer os resultados desse cuidado.

Isso acontece porque esses dois acessórios são as principais causas de deformidade nos dentes e na estrutura óssea e muscular da face.

O melhor modo de evitar isso é utilizando-os corretamente. Para isso, as orientações do odontopediatra são fundamentais.

Somente este profissional tem o conhecimento necessário para indicar o período certo do uso da mamadeira e da chupeta sem gerar problemas bucais, bem como a forma correta de fazer a higienização desses itens.

Chupar o dedo

Muitas crianças não pegam ou se desapegam da chupeta, mas criam o hábito de chuparem o dedo.

Esse reflexo de sugar é até considerado normal e saudável para os bebês nos primeiros meses de vida, o problema está quando ele continua após esse período.

Assim como a chupeta, o dedo constantemente na boca pode levar a problemas no desenvolvimento dessa área e também no queixo.

Esse costume pode fazer com que os dentes demorem mais para nascer, cresçam em posições erradas, ou que os já existentes sejam empurrados.

Além disso, esse hábito pode levar à chamada “mordida aberta”, que ocorre quando os dentes superiores não se alinham aos inferiores, deixando um espaço entre eles mesmo quando a criança está com a boca fechada.

Podendo, também, ficar inclinados para fora. Tanto o chupar o dedo quanto a chupeta geram desconforto ao mastigar e até respiratório. Além disso, temos a questão dos germes que podem estar no dedo, podendo ocasionar outros problemas.

Na odontopediatria pode lhe orientar também nessas questões, dando dicas de como ajudar seu filho a se livrar desse costume, além de indicar o tratamento ideal para a correção dos dentes.

Cáries

O uso da mamadeira, somado ao surgimento dos primeiros dentes, é a combinação que colabora para o desencadeamento da denominada “cárie de mamadeira”.

Esse tipo de cárie está relacionada à falta de higiene bucal, especialmente após o consumo de leite ou outros alimentos durante à noite.

Dessa forma, o cuidado dental para crianças antes de dormir deve incluir escovação adequada para a idade.

Por isso, busque procurar o odontopediatra apto para orientá-los quanto a isso, considerando rotina, desenvolvimento e os costumes de cada criança.

Ele também indicará o uso ou não de fio dental, bem como em qual momento iniciar a utilização do flúor.

Bruxismo

Sim, crianças também podem desenvolver quadros de bruxismo. Essa condição é quando se range os dentes de forma involuntária, principalmente durante o sono.

Existem algumas causas que podem levar a esse comportamento, entre elas está o estresse emocional. Por conta do bruxismo, ocorre o desgaste da parte superior dos dentes, podendo levar também a diversas outras deformidades.

Em casos assim, o odontopediatra pode indicar o uso de aparelhos ortodônticos — dependendo da idade da criança — para evitar um desgaste maior tanto dos dentes, quanto da estrutura óssea da boca.

Como é possível perceber, o cuidado dental para crianças é algo que deve fazer parte da vida delas logo nos primeiros meses de vida, iniciando com a atenção dos pais à limpeza bucal e se intensificando ao longo da adolescência.

Como é feita a higienização bucal em crianças

Como é feita a higienização bucal em crianças

Estudos indicam que o cérebro das crianças é como uma esponja, que absorve tudo ao redor. Por isso, a maioria das atitudes das crianças são espelhadas nas dos pais.

Logo, hábitos como de escovar os dentes, uso do fio dental, entre outros influenciam a criança. Com isso, ao fazer a escovação dos seus dentes de maneira correta seu filho ao ver esse momento pode toma-lo como um bom exemplo para a vida inteira.

Mas também vale ressaltar que para cada fase o cuidado dental para crianças requer um modo de limpeza específico.

Quando não há dentição, por exemplo, a indicação é fazer a higienização das gengivas com o auxílio de uma gaze ou lenço umedecido macio.

Já quando surgem os primeiros dentinhos, passe a utilizar escovas de dentes próprias para a idade, a fim de evitar que machuquem a boca da criança.

Essa primeira dentição costuma nascer a partir dos seis meses de idade, indo até o terceiro ano de vida. Nesse começo, as gengivas ficam muito sensíveis e irritadas.

Uma solução que ajuda amenizar isso é a de massageá-las com o dedo ou com um mordedor próprio para bebês. Para ficar ainda mais agradável para eles, você pode deixá-lo alguns minutos na geladeira.

Quando essa fase causa muito incômodo, uma indicação de cuidado dental para crianças é a utilização de géis ou medicamentos próprios para a redução da dor.

Porém, somente lance mão desses produtos após orientação de algum especialista, como o odontopediatra.

Também é comum a criança apresentar quadros de febre, apesar de ser normal nessa fase, vale a pena consultar o pediatra para descartar qualquer problema além desse.

Levando as crianças na odontopediatria

Os estágios de desenvolvimento que são importantíssimos para a saúde bucal futura do seu filho dependem de como você e seus filhos encaram as dicas que são passadas pelos profissionais de odontopediatria.

A odontologia para crianças fornece aos pais um guia para o cuidado bucal para que eles tenham uma excelente higiene dentária à medida que amadurecem.

Crianças têm a vantagem de estarem iniciando a dentição. Assim, se forem habituadas desde cedo a cuidarem corretamente da saúde bucal, evitarão inúmeros problemas durante o seu desenvolvimento.

Esse é um dos motivos que justificam levar as crianças ao odontopediatra. Na consulta, esse profissional esclarecerá seu filho como proceder com a limpeza diária, dando dicas e orientações sobre o tema.

Somado a isso, as visitas permitem que o profissional realize a remoção de possíveis pontos de placa bacteriana ou mesmo de resto de alimentos que não foram retidos totalmente.

Esse ponto no cuidado dental para crianças é essencial, pois deixar esses resíduos pode acarretar em diversas outras complicações, como cáries ou inflamações na gengiva.

Caso seu filho seja muito pequeno e ainda não entenda essas abordagens, mesmo assim a visita ao odontopediatra é válida. Ele fará uma avaliação de sua saúde bucal, mas no caso orientará você como proceder para mantê-la em dia.

Os odontopediatras podem tratar crianças desde o nascimento até a adolescência. Porém, se uma criança tiver problemas peculiares de desenvolvimento ou precisar ser tratada em ambiente hospitalar devido a outra condição médica, um odontopediatra é especialmente qualificado para fornecer esse tratamento. Em geral, crianças com necessidades especiais que persistem até a fase adulta continuam sendo tratadas pelo odontopediatra após os 18 anos, pois ele conhece a história dentária desses pacientes, bem como os tratamentos e procedimentos especiais necessários antes e depois do tratamento.

medo de dentista

Resolvendo o medo de ir ao dentista

Mais acima citamos como alguns pequenos podem ter bastante medo quando o assunto é dentista. Porém, existe solução para esse problema e formas como amenizá-lo da melhor forma possível.

Uma dica para que isso ocorra naturalmente é não levar a criança ao dentista somente quando ela apresenta algum quadro de dor, pois ela poderá relacionar aquele momento ruim à imagem do profissional.

Isso também reforça a importância de levar seu filho ao odontopediatra antes do aparecimento dos primeiros problemas bucais. Dependendo da idade da criança, é possível explicar como acontece a consulta.

Algumas formas de se fazer isso é dizendo que haverá uma cadeira especial para isso, que ela pode sentar confortavelmente nela sem medo, entre outros detalhes. É muito importante também ressaltar que precisa estar ao lado dela o tempo todo.

Para relacionar a consulta na odontopediatria a algo positivo, jamais minta para a criança sobre o procedimento, nem faça ameaças ou a amedronte dizendo, por exemplo, que se não se comportar direito, será levada ao dentista.

Choros e manhas são normais, também por esse motivo, o atendimento de um odontopediatra é diferenciado, focado nas necessidades dos pequenos de acordo com a faixa etária de cada um.

Com o passar do tempo e com a frequência nas visitas, cria-se um vínculo de confiança com o profissional. Para as crianças isso é fundamental para gerar aprendizados no que diz respeito ao cuidado com a saúde bucal.

Já os pais, esse profissional atuará como um orientador, dando o direcionamento certo para questões como o uso correto do fio dental nas crianças, qual escova ou produtos dentais utilizar, entre outros.

Odontopediatria: a importância de consultar com o odontopediatra

Como ao longo desse texto, existem inúmeras vantagens de levar seu filho na odontopediatria. Entre elas está a possibilidade de se evitar desgastes futuros para a correção de problemas bucais.

Se o acompanhamento começa desde cedo, o profissional consegue prevenir ou mesmo identificar problemas que, quanto antes forem abordados, menor será a necessidade de tratamentos longos, dolorosos ou mesmo caros.

Como já citado acima, o uso da chupeta pode levar ao mau posicionamento da arcada dentária. Ao notar os primeiros sinais que os dentes estão nascendo tortos ou que os já presentes estão sendo empurrados para uma posição inadequada, o odontopediatra dá aos pais o alerta da necessidade de retirar esse hábito da criança.

O mesmo vale para costumes alimentares que podem comprometer a saúde bucal como um todo. Afinal, alimentos consumidos devem fazer parte desse cuidado dental para crianças, principalmente os que contém açúcar.

Esses precisam ser evitados não apenas por conta dos dentes, mas pela saúde do seu filho de diversos outros aspectos.

Na consulta, o profissional da odontopediatria dará as orientações corretas de como proceder quando há um grande consumo desse tipo de comida, abordando pontos essenciais de como proteger a gengiva e os dentes dos pequenos.

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!