O Que Você Procura ?

obturação

Obturação de dente: como é feita e quanto custa?

dentista2

Diversos motivos podem contribuir para que as cáries surjam nos dentes. Quando isso acontece, pode virar um grande transtorno, de modo que necessite de uma obturação.

Por ser um processo que busca recuperar o dente, algumas informações sobre ele precisam ser entendidas, por isso, este texto irá explicar um pouco sobre a obturação neste texto, uma boa leitura e vamos lá.

Obturação de dente
Dentista analisando a obturação que realizou em seu paciente.

Obturação de dente

Pode-se dizer que ela é um procedimento em que é possível reconstruir o dente cariado ou que sofreu perda de alguma estrutura do dente, como um nervo, por exemplo.

Como no tratamento dentário, o dentista necessita tirar parte do dente que tenha acontecido algum dos casos citado acima, isso é para que a recuperação aconteça o mais rápido possível e que o dente se mantenha funcional para o paciente.

Sendo assim, o objetivo é que o dente, depois desse processo, seja coberto e sua área tratada para que bactérias e infecções não possam piorar o quadro do paciente e levá-lo à perda total do dente ou ainda pior, como complicações ainda mais sérias.

Para fazer esse tipo de procedimento, o dentista pode escolher a amálgama, que é um metal acinzentado, muito comum na década de 90, mas também tem a resina.

Cada material apresenta a sua devida eficiência, sendo excelente e durável por um período, sendo dever do profissional explicar a diferença entre materiais.

Como funciona uma obturação?

É feita uma remoção dos tecidos lesionados, que normalmente é realizada por uma anestesia local, que visa aliviar qualquer possível dor que paciente possa sentir.

Depois que é retirada a parte danificada do esmalte, o dentista faz a limpeza e começa a reconstrução do dente com os materiais de sua preferência.

A partir disso, a cavidade é preenchida para que assim, o procedimento seja finalizado com o polimento. Desse modo, o dente volta ao seu estado saudável e funcional, sem que o sorriso do paciente seja prejudicado.

dentista1

Causas que levam a obturação

cárie dentária é uma das doenças bucais mais comum no mundo. Conforme uma pesquisa da OMS (Organização Mundial de Saúde) constatou que cerca de 60 a 90% das crianças em idade escolar sofrem com cárie dental.

Além desse problema, ela também a segunda doença mais comum entre jovens e adultos.

Outra pesquisa, realizada pelo Ministério da Saúde, informou os seguintes dados, cerca de que oito a cada 10 pessoas já enfrentaram o problema no país, entre elas crianças, como aponta a pesquisa da OMS.

Por ser tão presente na saúde bucal, frequentemente é uma das maiores causas que levam à necessidade de realizar uma obturação. Que logo após a remoção da cárie é feita a restauração do dente, “tapando o buraco” causado pela cárie.

Obturação no dente: quando fazer?

A partir do momento que é identificado que o dente está partido ou quebrado por causa de uma cárie dentária ou por alguma consequência de algum tipo de traumatismo dentário, como pancadas, quedas, acidentes, entre outros.

Porém, nessas situações só são possíveis as obturações se as condições permitirem, como se o dente não está totalmente comprometido, já que a restauração dentária, precisa de uma parte dele para recuperar a sua forma anatómica e funcionalidade.

Porque há casos em que o a destruição da coroa é tão extensa, que para corrigir ou os defeitos anatómicos de maior dimensão, como este, é aconselhável que seja feita a confecção de coroas fixas, por exemplo.

Tipos de materiais para obturação

Para que o dente seja obturado ou “tampado”, o profissional fará uso de materiais que tem essa finalidade. Sendo assim, são eles:

Restauração em resina

Por causa da sua aparência lembrar a cor do esmalte dental, é mais utilizada no procedimento, dando uma aparência natural do dente.

É um material que apresenta bastante resistência, com uma contração de polimerização mínima, permitindo assim selar bem as margens ou paredes de interface com o dente.

Restaurações de porcelana ou cerâmica:

Também apresentam um ótimo resultado esteticamente, possuindo propriedades superiores de translucidez ou translucência que traz uma estética mais fiel à dos dentes naturais e maior resistência.

Restaurações desse tipo são produzidas em um laboratório específico de prótese, através de moldes que o dentista irá criar de acordo com o paciente. No final são aplicadas ou cimentadas aos dentes naturais.

Por causa desse fato, é considerada mais cara quando comparada as demais.

Restauração de amálgama de prata

Das 5, a restauração com amálgama é a menos, porque apresenta uma cor cinzenta mais ou menos escura, resultado da sua composição (cor de metal prateado).

Apesar disso, ainda continua sendo utilizada por muitos profissionais e pacientes, porque apresentar um custo-benefício, boa durabilidade e resistência.

Restaurações com ionômero de vidro

Também são brancas e apresenta uma boa resistência, mas apesar de ser semelhante a restauração de resina, ainda é consideravelmente inferior a ela.

Isso se dá, porque a restauração com ionômero de vidro não consegue aproximar-se tanto como a de resina da cor natural dos dentes, a sua translucidez é muito menor e tende a alterar a sua cor, amarelando com o passar dos anos.

Restauração metálica fundida

Por ser pouco utilizada, também possuir uma cor metálica prateada, acaba chamando menos a atenção dos pacientes, mesmo sendo mais resistente. Sua confecção é feita em laboratório.

Agora que já sabe os tipos de matérias que podem fazer uma obturação, algo que é muito comum no consultório dentista é se o paciente sentirá algum tipo de dor enquanto faz o procedimento, por isso, será o próximo tópico deste artigo.

Obturação dói?

Como muitas pessoas podem ter medo ou até mesmo fobia de dentistas, essa pergunta é bem comum quando o paciente precisa fazer esse procedimento.

Entretanto, por ser realizada sob anestesia local, permite que o paciente não sinta dor durante o procedimento de restauração do dente.

Porém, há situações em que a obturação pode ser feita sem qualquer anestesia não implicando também nenhum tipo de dor, ou então apenas uma sensibilidade ligeira enquanto é feita à remoção da cárie.

Por isso, esse fator pode ser diferente de uma pessoa para outra, pois o estágio de evolução da cárie, sua localização e do nível de tolerância à dor específica de cada pessoa podem interferir durante esse processo.

Quanto custa uma obturação?
Dentista avaliando um procedimento de obturação em seu paciente.

Quanto custa uma obturação?

Cada serviço pode ter um valor de acordo com fatores como região, especialidades do profissional, material a ser utilizado, entre outros.

Mas é possível identificar uma média de valores com base em informações, podendo-se afirma que o preço de uma obturação pode chegar de R$ 200,00 a R$ 900,00.

Contudo, a gravidade do caso e do profissional também precisa ser avaliada, podendo ocorrer casos que mais de um procedimento seja feito, aumentando assim o valor.

A partir disso, se o dentista identificar que seu dente precisará ser tratado e com isso colocar a obturação, você já estará ciente sobre o procedimento.

Mantenha sua saúde em dia com uma de nossas clínicas, clicando aqui, e garanta mais saúde para o seu sorriso.

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!