O Que Você Procura ?

lingua branca

Língua branca: pode ser um alerta de algo mais grave

dentista2

A língua branca as vezes pode ser um alerta para dizer que algo não está certo em seu corpo. Mas não entre em pânico, na grande maioria dos casos o motivo não é um sinal de doença.

Pensando nisso, iremos lhe mostrar tudo o que você precisa saber sobre a língua branca, quais são suas causas, as doenças que podem estar relacionadas e como resolver esse problema.

Por que nossa língua fica branca?

A língua branca é uma das principais complicações que atingem o tecido da língua, sendo caracterizada pela coloração esbranquiçada do órgão.

Essa alteração na coloração da língua está comumente associada a proliferação de bactérias e microrganismos, e a formação da saburra (camada branca e áspera formada por células mortas). Essa concentração ocorre pela má higienização bucal e pela má alimentação, além da ausência das visitas e cuidados do dentista.

Dessa forma, essa doença comumente aparece com outras doenças bucais, tal como a formação de placa bacteriana, cáries, gengivite e periodontite.

Normalmente essa complicação é causada pela inflamação de papilas gustativas, que retém esses restos de alimentos.

causas da lingua branca

Língua branca o que pode ser?

Entre as principais causas da língua branca estão:

  • Falta de higiene bucal adequada – escovação incorreta e desregulada, falta da passagem de fio dental e do bochecho com enxaguante bucal;
  • Alimentação inadequada – baseada em alimentos muito açucarados e muito pigmentados;
  • Falta das visitas regulares ao dentista – ausência de procedimentos regulares como a limpeza profissional;
  • Má hidratação – favorecendo o pH ácido da boca;
  • Boca seca – redução do fluxo salivar;
  • Tabagismo – favorecendo doenças como a leucoplasia;
  • Pacientes, bebês e idosos que tenham alguma doença autoimune e possuem uma ingestão regular de antibióticos possuem risco de desenvolver a língua branca. Isso tendo em vista o sistema imunitário enfraquecido e que não é capaz de combater as bactérias e problemas bucais.

No entanto, existem algumas doenças que podem causar algumas alterações na coloração da língua. Entre essas doenças estão:

dentista1
  • Candidíase oral – causada pelo fungo Candida albicans e que se desenvolvem em pessoas de sistema imunológico comprometido e é caracterizada pelo aparecimento de manchas esbranquiçadas na boca;
  • Leucoplasia – é uma doença crônica que leva ao aparecimento de placas esbranquiçadas no tecido gengival e interior das bochechas, comum em fumantes;
  • Líquen plano – se trata de uma doença autoimune responsável pela inflamação da mucosa oral e pelo aparecimento de manchas brancas e feridas dolorosas na boca, semelhantes a aftas;
  • Sífilis – é uma doença sexualmente transmissível e que pode comprometer a língua e a boca em caso de sexo oral sem proteção, é caracterizada pelo aparecimento de feridas na boca que podem demorar até 3 meses para aparecer;
  • Demais doenças e desordens autoimunes podem ter esse efeito, tal como diabetes e HIV.

Como tratar a língua branca?

A língua branca, como visto, pode ter uma série de causas diferentes, assim, sendo tratada de acordo com a sua motivação.

Candidíase oral

Normalmente, além das manchas na língua, a candidíase oral é identificada por sintomas como mau hálito (halitose), ardência e sensação de algodão dentro da boca.

Em casos de candidíase oral o tratamento da língua branca irá se basear na adesão de bons hábitos quanto à higiene bucal.

Diante do diagnóstico da doença, é necessário que o paciente realize uma escovação baseada em movimentos suaves e na aplicação de creme dental com flúor, isso ao menos 3 vezes ao dia. Não esquecendo da passagem de fio dental e do bochecho com o enxaguante bucal acompanhando ao menos uma dessas escovações.

Na ausência de melhora, o clínico geral pode recomendar o uso de antifúngicos bucais, tal como a Nistatina.

Vale ressaltar que a candidíase oral é bem comum em idosos em estado de cama, e em bebês, aqui recebendo o nome de “sapinho”. No entanto, qualquer um que não possua uma boa rotina de higiene bucal está suscetível a desenvolver a doença, principalmente diante de doenças autoimunes, como lúpus e HIV.

Líquen plano

O líquen plano além das aparições de aftas e manchas brancas na boca, também está caracterizado pela sensação de ardência na boca e pela sensibilidade na ingestão de alimentos ou bebidas muito ácidas, quentes ou picantes.

No seu caso, o tratamento está relacionado na medicação por corticoides, como a triancinolona, por exemplo, buscando aliviar a inflamação e as dores.

O médico pode receitar ainda uma escovação com pastas de dentes sem laurilsulfato de sódio, além de uma higiene bucal feita da forma adequada.

Leucoplasia

Tendo em vista que se trata de uma doença crônica, as manchas características da leucoplasia não desaparecem com a escovação da língua, mesmo se feita da forma adequada.

Dessa forma, se após 2 semanas de higiene bucal bem feita as manchas não saírem, o dentista ou o médico deve ser rapidamente consultado, avaliando assim se há ou não risco ou sinal de algum tipo de tumor.

Se o diagnóstico indicar que as placas são benignas, o uso de antivirais pode ser indicado, podendo o paciente ser ainda encaminhado para algum tipo de cirurgia para que haja assim a remoção definitiva dos sinais.

Também se trata de uma doença bem comum em fumantes e pode estar associada a fase inicial de um câncer bucal.

Sífilis

Tendo em vista que os sintomas dessa doença podem demorar até 3 meses para se desenvolver, as manchas na língua são sinais presentes na primeira fase da doença. Dessa forma, quanto antes se iniciar o tratamento, melhor para que a doença não se desenvolva ainda mais e leve a sintomas ainda mais graves.

Quanto ao tratamento, normalmente se baseia em uma injeção de penicilina, devendo o paciente consultar um clínico geral para ser realizado o diagnóstico para finalmente ser encaminhado para o tratamento ideal.

Na ausência do tratamento adequado, os sintomas podem apresentar melhora após o período de 3 semanas. No entanto, isso indica que a doença evoluiu e se espalhou pelo corpo.

Qual a relação entre a língua branca e mau hálito?

O mau hálito pode estar relacionado a casos de língua branca, podendo ser uma de suas complicações.

Considerando que não há como sentir ou verificar o próprio hálito, o melhor jeito de confirmar a halitose é pela coloração de sua língua, que deve ter assumir a cor rosa claro naturalmente.

Entre as principais causas do mau hálito estão: má higiene bucal, boca seca (diminuição do fluxo salivar), alimentos como alho e cebola, tabaco e condições médicas como sinusite.

lingua branca e higiene bucal

Língua branca como limpar?

Considerando a principal causa por trás da língua branca, o acúmulo de resíduos da alimentação e a formação da saburra, o tratamento está por conta da mudança de hábitos quanto à higiene bucal.

A remoção da saburra pode ser feita por meio da adesão de raspadores de língua na higienização, que podem ser mais eficientes do que a escovação e apresentar uma maior praticidade a ação.

No entanto, vale destacar que a formação de placas esbranquiçadas na língua está associada a má escovação não só no órgão, mas em toda a zona bucal.

Logo, é importante que se busque orientações quanto uma higiene bucal, além de indicações para com os instrumentos de higienização bucal mais apropriados.

Para uma escovação correta o ideal é que sejam feitos movimentos suaves e circulares, sendo de varredura na superfície de cima do dente. Isso com uma escova de cerdas macias, cabeça pequena e cabo alongado. O creme dental deve conter de 1000 a 1500 ppm de flúor, podendo estar entre as recomendações do odontologista.

Escovar a língua com bicarbonato pode facilitar a remoção da saburra, quando esse for o caso.

A escovação deve ser feita entre os intervalos das refeições, sendo a noturna a mais importante, já que durante à noite a salivação diminui e torna a zona bucal propícia para a proliferação de microrganismos.

É justamente por sua importância que o indicado é que a passagem do fio dental e o bochecho com enxaguante bucal ocorram nesse período. O bochecho com o antisséptico deve ser feito por ao menos 30 segundos para ter efeito.

Além dos bons hábitos quanto à higiene bucal, uma boa ingestão de água é capaz de estimular a salivação e de ajudar na prevenção da formação de placas bacterianas, de cáries, doenças gengivais e até mesmo a perda dentária.

Visitas regulares ao dentista

Levando em conta que o aparecimento de manchas e placas brancas na língua não se trata de algo normal, recorrer a avaliação de um dentista e a um acompanhamento odontológico é a melhor escolha.

No entanto, com o aparecimento de alterações na coloração e no aspecto da língua, e a permanência desses sintomas por mais de 2 semanas, deve-se recorrer ao dentista o quanto antes. Além das manchas, vale-se observar demais sintomas como dor e ardência, que podem indicar alguma complicação mais séria.

Para uma ação preventiva eficiente, as visitas regulares ao consultório odontológico são decisivas para que sejam feitos tratamentos regulares, como a limpeza profissional (profilaxia), contendo o avanço das bactérias na dentição e na boca.

Logo, as visitas regulares à clínica odontológica OralDents visam não só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você tem alguma pergunta? Deixe sua pergunta abaixo e nós teremos prazer em respondê-las.

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!