O Que Você Procura ?

inflamação na garganta

Inflamação na garganta: conheça suas causas e como aliviar

dentista2

A inflamação na garganta é uma complicação que é capaz de proporcionar um forte desconforto e comprometer significativamente a qualidade de vida.

Conheça aqui mais sobre a condição, quais são as suas principais causas e melhores formas de tratamento:

Inflamação na garganta, o que é?

A garganta inflamada é um problema bastante comum e que pode atingir todas as faixa etárias, assim como os problemas bucais.

O processo inflamatório na garganta pode ser causado por uma série de fatores, que devem ser avaliadas por um médico especialista.

Mesmo sendo uma condição comum, não se deve ignorar os seus sintomas, buscando o tratar enquanto antes e evitando que o problema evolua e haja o aparecimento de complicações de saúde mais agravantes.

Em geral, a garganta inflamada tem relação a uma condição ou agente patogênico, vírus, fungos ou bactérias, que acaba irritando estruturas como amígdalas, faringe e laringe. Assim, o organismo reage a esses desconfortos, causando um quadro inflamatório, que pode comprometer uma ou mais dessas estruturas.

Normalmente, a garganta inflamada é um sintoma de uma doença, que também deve ser diagnosticada o quanto antes.

garganta inflamada

Quais são os sintomas da garganta inflamada?

A garganta inflamada é caracterizada por uma série de sintomas e pode ser identificada pela própria pessoa. O principal sintoma da condição é o incômodo proporcionado a região, que pode assumir diferentes graus, dependendo da gravidade do processo inflamatório e da(s) estrutura(s) atingida(s).

dentista1

É muito importante reconhecer o desconforto e o problema em sua fase inicial para que o desconforto seja tratado da melhor forma.

Entre os principais sintomas estão:

  • Dor de garganta constante;
  • Dor na fala e deglutição;
  • Sensação de garganta arranhando;
  • Tosse seca e irritativa;
  • Coceira;
  • Desconforto na garganta;
  • Febre baixa – normalmente em casos de infecção bacteriana;
  • Mau hálito;
  • Tosse;
  • Calor;
  • Ínguas no pescoço;
  • Vermelhidão na garganta;
  • Perda de função;
  • Inchaço;
  • Rouquidão;
  • Pus nas amígdalas.

Diante ao quadro de garganta inflamada associado a infecção, pode-se perceber outros sintomas, como: febre, fadiga, dor de cabeça e dores pelo corpo.

o que causa inflamação na garganta

O que causa inflamação na garganta?

A inflamação na garganta pode ser causada por uma série de fatores. Por isso, é importante considerar suas possíveis causas para que assim seja feita a possível ação preventiva e o tratamento assertivo.

Como visto, entre as causas principais da doença da garganta está a invasão de microorganismos. Entre os mais associados a esses casos estão o rinovírus, o influenza, o vírus sincicial respiratório e o coronavírus. Entre as bactérias mais comuns por trás das infecções estão os estreptococos do Grupo A.

Entre as principais as causas:

  • Alergias;
  • Infecções virais;
  • Infecções bacterianas;
  • Amigdalite;
  • Tabagismo;
  • Exposição a compostos químicos;
  • Fatores ambientais;
  • Alterações de clima – tempo seco;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Trauma;
  • Etilismo – abuso do álcool.

Em crianças, a garganta inflamada nos 2 primeiros anos de vida, na grande maioria das vezes (mais de 90%), são decorrentes da ação de vírus. Após esse período, as infecções continuam, contudo, tendem a surgir as de origem bacteriana.

Vale ressaltar que dependendo da causa principal a inflamação pode desaparecer naturalmente, de 5 a 7 dias, contudo, após esse período, na persistência dos sintomas, o médico deve ser consultado para um tratamento específico.

Afinal, o que é bom para inflamação na garganta?

O tratamento da garganta inflamada, preferencialmente, deve seguir as orientações do médicos.

Contudo, algumas abordagens feitas em casa podem proporcionar alívio aos sintomas.

Entre as principais abordagens que podem ser feitas estão:

Gargarejo com água morna e sal

Realizar o gargarejo com uma solução de água com sal possui propriedades antimicrobianas, atuando combatendo os microrganismos da garganta. Dessa forma, há a redução dos sintomas, e assim, a redução do muco e inchaço.

Para a solução, é necessário adicionar uma colher de sopa de sal em um copo de água morna, misturando bem até dissolver. Para o efeito é necessário gargarejar por no máximo 3 vezes por dia, sendo somente o necessário.

Chá de orégano com limão

O chá de orégano com limão também está entre as receitas caseiras contra a inflamação na garganta, e a sua eficácia está relacionada às propriedades de seus componentes.

O orégano tem um bom potencial como antisséptico, atuando na limpeza do aparelho respiratório e aliviando a dor.

Para o chá serão necessárias 3 colheres de sopa de orégano, que após finalizado, deverá ser juntado a um suco de meio limão.

Chá de limão com mel e gengibre

Outro chá que pode ser utilizado no alívio do desconforto é o de limão com mel e gengibre. A solução é benéfica graças às suas propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, e por ser uma fonte rica de vitamina C, atuando fortalecendo as defesas naturais do organismo.

Para a solução é necessário 1 xícara de água fervente, 1 limão fatiado e 1 cm de gengibre, sendo necessário esperar cerca de 15 minutos antes de coar. O mel é opcional para adoçar o chá.

Chá de camomila

O chá de camomila é um dos tipos de chás mais comuns e também possui propriedades que podem ajudar no tratamento da inflamação da garganta. Os componentes da solução atuam combatendo a infecção bacteriana, e a erva acaba funcionando como um analgésico natural.

Além disso, o chá de camomila também possui propriedades antiespasmódicas, atuando relaxando os músculos e atuando na promoção do bem-estar.

Para a ingestão, separe uma porção de camomila e despeje em uma caneca com água fervente. Em seguida, cubra e deixe cozinhar por 10 minutos.

Vitamina de morango com mel

Não somente chás são benéficos para a gengiva inflamada, a ingestão de uma vitamina de morango com mel também está entre as soluções.

O benefício fica por conta da vitamina C do morango, que aumenta as defesas do organismo, e das propriedades do mel, que acaba lubrificando a garganta. Assim sendo, é possível diminuir o desconforto e a inflamação.

A vitamina deve ser batida no liquidificador, em que será misturado 1 copo de leite e 6 morangos, que pode em seguida ser adoçada por 1 colher de mel.

remédio para inflamação na garganta

Remédio para inflamação na garganta

A garganta inflamada, prioritariamente, deve ser tratada por meio da avaliação feita por um clínico geral, podendo conter medicamentos receitados pelo médico. Logo, é muito importante fazer a avaliação com o médico especialista e não sair se automedicando.

Entre os medicamentos que o médico pode receitar estão anti-inflamatórios como o Ibuprofeno ou Naproxeno, e analgésicos como o Paracetamol  e Dipirona. O uso de antibióticos pode ser feito em caso de infecção por bactéria, como Amoxicilina e Ácido Clavulânico.

Boa alimentação

Para a recuperação da inflamação e amenização da dor, deve-se optar por alimentos líquidos e pastosos, evitando beber alimentos em temperaturas externas, como alimentos muito gelados ou muito quentes.

Entre os alimentos que podem ser ingeridos no período estão:

  • Caldos;
  • Canja;
  • Sopas;
  • Purê;
  • Purê de frutas ou legumes;
  • Mingau;
  • Suco de frutas não ácidas;
  • Vitaminas;
  • Gelatina;
  • Iogurte;
  • Ovos mexidos.

inflamação de garganta

Inflamação de garganta e saúde bucal

A saúde da garganta está diretamente ligada à saúde bucal, já que a inflamação na garganta também pode ser sinal de que a saúde bucal não vai bem. A garganta inflamada pode ser resultante do ressecamento da mucosa e de infecções na amígdala, que, por sua vez, pode ser causada por problemas na arcada dentária.

Além disso, a garganta e suas estruturas, como a faringe e laringe, é responsável pela passagem dos alimentos entre a boca e o estômago, sendo essencial para a deglutição, e assim, saúde bucal.

Com isso em mente, a garganta também é examinada em exames de rotina feitos pelo dentista, devendo assim, o paciente manter as visitas ao consultório odontológico sempre regulares.

Visitas regulares ao dentista

As visitas periódicas ao consultório odontológico são determinantes para a manutenção da saúde bucal em dia, tal como a saúde geral. A periodicidade indicada é de 6 meses a 6 meses.

É por meio da ida ao dentista que se é capaz de detectar os problemas relacionados à saúde bucal em sua fase inicial, fazendo com que seja maior a probabilidade de sucesso de tratamento.

Logo, é por meio das visitas regulares ao dentista que se consegue não só um sorriso mais bonito, mas também uma melhor qualidade de vida.

O seu sorriso é nossa prioridade! Confie na OralDents!

Você tem alguma pergunta? Deixe sua pergunta abaixo e nós teremos prazer em respondê-las.

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!