O Que Você Procura ?

gengivectomia

Gengivectomia: qual o valor desse procedimento

dentista2

Sorrir para alguns pode ser algo muito difícil. Fatores como excesso na gengiva, faz com que muitos busquem soluções como a da gengivectomia para corrigir isso.

O incômodo que essa condição pode trazer, pode afetar bem mais do que apenas o fator estético, precisando assim de mais atenção.

Se você confundia a gengivectomia com a gengivoplastia, entenda aqui a diferença entre os dois procedimentos e como a gengivectomia é feita. Vamos lá!

O que é gengivectomia?

A gengivectomia é uma cirurgia que tem como objetivo corrigir o excesso de gengiva de um paciente. A partir disso, o espaço que ficava entre os dentes e a gengiva é ajustado, proporcionando uma melhora significado no sorriso do paciente.

Além desse efeito, ela também é um procedimento realizado que pode ser feito para recuperar os defeitos causados pela doença periodontal.

Quando fazer a gengivectomia?

Por ser um procedimento cirúrgico que visa eliminar o excesso de gengiva, é indicado para tratar doenças periodontais, como a bolsa periodontal.

Sendo um dos sintomas da periodontite, que é uma doença inflamatória e infecciosa de origem bacteriana, pode afetar outras partes da boca além da gengiva.

A partir disso, a bolsa periodontal pode comprometer as estruturas de suporte dos dentes, como o osso, cemento e ligamento, podendo levar a queda do dente.

Além desses casos, pessoas com o “sorriso gengival”, problemas no nascimento relacionado aos dentes ou no freio labial e o uso prolongado de aparelho fixo, podem também fazer a gengivectomia.

Doenças e distúrbios que podem aparecer

O fato de ser indicada para corrigir possíveis problemas na saúde bucal, caso apresente algum dos quadros abaixo, a gengivectomia pode ser uma boa opção.

dentista1

Como no caso do bruxismo, conhecido também pelo hábito de ranger os dentes, a longo prazo, essa condição cria o desgaste dos dentes.

Quando isso acontece, é possível que os dentes se tornem menores, podendo danificar os ligamentos periodontais resultando na movimentação dos dentes, inclusive podendo levar até a perda deles.

Esse excesso de força, além de danificar o ligamento periodontal e o osso, também pode fazer com que a gengiva fique retraída, podendo ser corrigida com a cirurgia de gengivectomia.

Gengivectomia e gengivoplastia, entenda a diferença

Muitos confundem os dois procedimentos, até mesmo por causa do nome. Mas apesar da similaridade, apresentam suas diferenças.

A gengivectomia como já citado mais acima, é feita para remover o tecido gengival doente. Enquanto isso, a gengivoplastia é a opção mais estética, que remodelar o tecido gengival, como a correção do sorriso gengival.

De modo geral, a gengivectomia tem foco na saúde bucal e a gengivoplastia foco na estética, porém, em alguns casos após ser feita uma gengivectomia, pode ser preciso fazer uma gengivoplastia, mas na maioria das vezes os processos são independentes.

Outra diferença também é da forma como os procedimentos são feitos, por exemplo, na gengivoplastia, o dentista responsável, tem como objetivo remodelar e remover a porção adequada do tecido gengival, trazendo mais harmonia ao sorriso.

Já na gengivectomia, é utilizado uma sonda para determinar a profundidade da bolsa, desse modo será possível saber onde poderá fazer a incisão, ou seja, remover o tecido gengival que não deveria estar ali.

Portanto, pode-se concluir que quando a finalidade for estética, como refazer o contorno, indica-se a gengivoplastia. Para casos que o objeto é reparar algo, indica-se a gengivectomia, para retirar o excesso.

A cirurgia de gengivectomia

Quando se fala de procedimento cirúrgico, é comum imaginar algo bem doloroso e complicado. Porém, nem sempre é assim

Embora a gengivectomia seja um procedimento cirúrgico, ela ainda é um procedimento simples, que recebe anestesia local, onde o cirurgião dentista retira entre um a dois milímetros de tecido, de acordo com a necessidade do procedimento.

Ela pode ser realizada também de duas maneiras: incisão em bisel verdadeiro e em bisel inverso.

Cada tipo é de acordo com a necessidade do paciente, quando se usa a gengivectomia em bisel verdadeiro é para casos que além da correção em altura, necessitem da diminuição da espessura da gengiva.

Enquanto isso, a gengivectomia em bisel inverso é indicada para casos que precisam apenas corrigir a altura do tecido gengival.

Depois de feitos os devidos procedimentos e tudo estando concluído, um curativo cirúrgico é colocado dentro e ao redor dos dentes e gengivas, que pode deixado no local por cerca de uma semana.

Durante o processo de cicatrização, é possível que seja recomendado o uso de bochechos com enxaguante bucal antibacteriano para ajudar no processo de cicatrização.

O pós-operatório da gengivectomia

Dentro dos pontos que tem para aqueles que fazem esse tipo de procedimento, temos os principais: sensação diferente nas gengivas, mudança de rotina e alívio de dor.

Para entender mais sobre cada etapa, iremos falar delas agora:

  1. Sensação de gengivas diferentes

Você vai sentir suas gengivas mais sensibilizadas, é normal, afinal durante a recuperação as gengivas podem ficar mais doloridas nas primeiras duas semanas.

Passando esse período, começa-se a escovação, mas com movimentos bem suaves, de preferência com uma escova de cerdas extra macias.

Outro fator importante, é o de que boca inteira ficará sensível, por isso, nada de movimentos bruscos. Embora pareça algo extremo, esse cuidado deverá ser tomado por cerca de 4 semanas desde a data de realização do procedimento.

  1. Nova rotina de higiene bucal

Por ser um procedimento que visa trazer saúde para sua gengiva, é importante adotar novos hábitos, como o de usar uma fita dental ou passa fio dental.

Eles poderão auxiliar na realização desta higienização, que ao fazer isso, mantém a saúde das gengivas, além de ter uma recuperação mais rápida após uma gengivectomia.

O conselho é de que o fio dental seja usado ao menos uma vez por dia, já que uma escova não pode alcançar os pontos entre os dentes. Adotando o uso do fio dental, previne a gengivite (infecção da gengiva) e a cárie dentária.

É possível unir essa prática a de visitar o consultório dentista a cada 6 meses (ou a cada 3 meses em casos mais específicos), porque assim é possível identificar possíveis problemas desde o início e controlar qualquer problema futuro.

  1. Como aliviar a dor?

Para alguns, a dor pode ser relativa, de modo que uns podem senti-la mais do que os outros.

Sendo assim, uma forma de lidar com isso fazer uma lavagem suave com água salgada, que ajuda a manter a área limpa.

Além dessa opção, você pode também fazer o uso de analgésicos e/ou anti-inflamatório, se prescrito pelo profissional que realizou o procedimento.

Há casos também que ao ingerir alimentos ou bebidas, quentes ou frias, sinta dor. Nesses casos é indicado usar um creme dental anestésico ao escovar.

gengivectomia valor

Dicas para o pós-operatório da gengivectomia?

Abaixo estão algumas das instruções que são dadas após fazer o procedimento, de modo que seguindo elas são importantes para ter um pós-operatório mais tranquilo.

É possível que haja sangramento, após 1 a 2 dias de quando a cirurgia de gengivectomia é feita.

Todavia, se esse período continuar, é aconselhável que coloque uma gaze úmida ou pano úmido limpo, onde está tendo o sangramento, segure por 30 minutos com pressão firme e evite mastigar nesse momento.

Outras orientações também podem ser ditas, como as de:

  • Evite cuspir por 24 horas (isso pode aumentar o sangramento);
  • Evite se curvar, levantar objetos pesados ​​ou ficar superaquecido;
  • Não use enxaguante bucal ou qualquer coisa com álcool no período de 24 horas após a cirurgia;
  • Não fume por 24 horas;
  • Busque dormir com a cabeça elevada e em dois travesseiros;
  • Evite usar canudo para beber por 24 horas, porque pode perturbar o coágulo de sangue.

Lavagem após a gengivectomia

Outra dica que é aconselhada é de que não lave a boca ou escove os dentes no dia que tiver feito a cirurgia.

Mas ao chegar em torno de 24 horas, pode ser lavado com uma solução de água salgada quente, mas cuidado para não queimar a boca, a cada 6 horas.

Pode escovar os dentes ao redor da área afetada, com muito cuidado e atenção. Porém, se sentir muita dor ao fazer, espere de 1 a 2 para repetir o processo.

Outros casos após a cirurgia de gengivectomia

Sentir inchaço na região do rosto após uma gengivectomia é comum e não precisa causar espanto. Uma compressa de gelo de 30 em 30 minutos a cada hora ajuda a resolver.

Como você passa a ter novos hábitos, tudo é possível de mudar. Sendo assim, é possível iniciar uma dieta para que sua alimentação não fique comprometida durante o processo de cicatrização, podendo recorrer a um especialista.

Gengivectomia valor

Quando o assunto é valor de um procedimento, seja ele cirúrgico ou não, é possível ter diferentes valores, porque muitos fatores podem ser levados em consideração.

Região, especialização, convênio, entre outros, são alguns dos fatores que contribuem para a mudança de valores.

Mas de modo geral, a gengivectomia é um procedimento acessível, comparado as lentes de contatos, tratamento de canal, entre outros.

Entretanto, para se ter uma estimativa, pode-se pensar no valor máximo de R$ 800,00, podendo variar conforme os fatores acima.

Agora que já sabe tudo sobre a gengivectomia e principalmente a diferença entre ela e gengivoplastia, você pode manter sua saúde bucal, agendando uma avaliação aqui.

Gostou do nosso texto? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe aqui nos comentários que será um prazer lê-lo e responde-lo.

dentista

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!