O Que Você Procura ?

ataque cardíaco

Ataque cardíaco: quais os sinais e a relação com a saúde bucal

dentista2

O ataque cardíaco é um dos principais problemas que comprometem a saúde do coração.

No entanto, poucas pessoas sabem que essa complicação pode possuir relação direta com a saúde bucal.

Conheça aqui mais sobre o problema, seus sintomas e como ele pode está associado a negligências da saúde bucal.

O que é ataque cardíaco?

O ataque cardíaco, ou infarto do miocárdio, se trata de um processo de morte de células de determinada região do coração causado pela formação de um coágulo. Esse coágulo quando se forma, bloqueia o fluxo sanguíneo de forma forte e inesperada.

É uma situação bem preocupante e suas sequelas podem levar a até mesmo ao óbito.

O coração é o órgão responsável pelo bombeamento do sangue, nutrindo as células em pró do desenvolvimento saudável do organismo. A mudança abrupta nesse processo causada pela formação do coágulo leva a sintomas como fortes dores no peito e formigamento.

No entanto, os sinais e causas podem variar de acordo com o organismo, podendo ainda o infarto agudo do miocárdio se manifestar de diferentes maneiras.

o que causa o ataque cardíaco

O que causa o ataque cardíaco?

O ataque cardíaco é uma consequência do bloqueio do fluxo sanguíneo.

dentista1

Entre as principais causas por trás do problema e seus sintomas está a aterosclerose, uma doença motivada pela formação e concentração de placas de gordura no interior das artérias do coração, o que leva a obstrução e a interrupção do fluxo sanguíneo.

Com o sangue chegando às células, não há oxigenação e nem a liberação de toxinas, fazendo com que o corpo se “desligue” aos poucos, parando de funcionar.

Outra causa comum para o ataque cardíaco é a incidência de um espasmo ou aperto repentino da artéria coronária que interrompe o fluxo sanguíneo, que pode ocorrer independente da doença arterial coronária (Aterosclerose). Pode ser motivado pelo tabagismo, consumo de drogas ilícitas, à exposição ao frio extremo e em decorrência do esforço emocional severo.

Sintomas de ataque cardíaco

Os sinais e sintomas de um infarto do miocárdio podem variar bastante por pessoa, tendo em vista fatores como sexo e faixa etária. É importante que ao sentir alguns dos sintomas relacionados o médico seja imediatamente consultado para uma avaliação e o diagnóstico da doença.

Entre os principais sintomas do ataque cardíaco estão:

  • Dor e incômodo forte e constante na região do peito;
  • Sensação de aperto e peso no peito;
  • Dor na face, costas e braços;
  • Dor no abdômen;
  • Dor de dente sem causa aparente;
  • Sudorese (excesso de suor) – suor frio;
  • Falta de ar – principalmente em idosos e mulheres;
  • Náusea;
  • Palidez;
  • Sensação de desmaio.

Considerando os sintomas da complicação, o importante é ficar atento às alterações do corpo no dia a dia e ter um acompanhamento clínico com um médico cardiologista, principalmente pessoas que possuem essa complicação no histórico familiar.

Sintomas de ataque cardíaco feminino

Tendo em vista, que os sintomas do ataque cardíaco se diferenciam quanto ao sexo, as mulheres podem sentir alguns sintomas divergentes aos homens. Isso também levando em conta que normalmente o ataque cardíaco nos homens se desenvolvem nas artérias maiores (vasos principais), enquanto nas mulheres a complicação se desenvolve nas artérias de menor calibre.

Entre os sintomas comuns em mulheres estão:

  • Falta de ar inexplicável;
  • Náusea e vômito;
  • Dor nos braços, pescoço, mandíbula, costas ou estômago;
  • Náusea e vômitos;
  • Tontura;
  • Dor na parte inferior do tórax ou no abdômen superior;
  • Fadiga aguda;
  • Suor frio;
  • Angina – Sensação de aperto, enchimento ou pressão no meio do peito, podendo durar mais do que alguns minutos ou ocorrer em intervalos.

Na identificação de algum ou alguns desses sintomas, a emergência deve ser contatada antes ou a caminho do hospital, adiando os primeiros socorros e diminuindo o risco de morte súbita.

Nas mulheres, é importante sempre verificar se a pressão arterial elevada, já que é um dos fatores de risco para o infarto e que atinge 20% da população feminina mundial.

Fatores de risco para o ataque cardíaco

  • Homens a partir de 45 anos e mulheres a partir de 55 anos;
  • Tabagismo;
  • Histórico familiar;
  • Pressão alta – principalmente em caso de obesidade, diabetes e colesterol alto;
  • Colesterol alto ou triglicérides;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Uso de drogas ilícitas;
  • Histórico de pré-eclâmpsia;
  • Endocardite bacteriana;
  • Condições autoimunes – lúpus e artrite reumatoide, por exemplo.

Para pessoas com menos de 40 anos, entre os fatores de risco para o ataque cardíaco:

  • Genética;
  • Obesidade;
  • Colesterol;
  • Sedentarismo;
  • Dieta desregulada;
  • Hipertensão;
  • Estresse (cerca de 15% dos casos de infarto estão associados a uma crise de estresse);
  • Depressão.

Considerando esses fatores, o importante é que ao longo da vida sejam preservados bons hábitos para um estilo de vida mais saudável, considerando a prática de exercícios físicos, uma boa alimentação, hidratação e uma boa saúde bucal.

ataque cardíaco e saúde bucal

Qual a relação entre o ataque cardíaco e a saúde bucal?

O ataque cardíaco e a saúde bucal estão diretamente ligados. A dor de dente sem uma razão aparente e detectada pelo dentista pode ser um sintoma de infarto. Esse incômodo bucal comumente é enraizado do tórax, indo não só ao dente, mas também ombro e braço esquerdo.

Ainda nesse caso, a dor de dente está ligada a obstrução das artérias coronárias, e pelos seus característicos estímulos de dor, pode estimular fibras nervosas de outras regiões, tal como da mandíbula e em seguida do maxilar. Normalmente esse desconforto ocorre do lado esquerdo e inicialmente pode ser confundido com caso de inflamação.

O ideal é que o dentista realize a exclusão das motivações relacionadas a zona bucal e encaminhe logo o paciente para um atendimento cardiológico.

No entanto, além dessa relação, o ataque cardíaco também pode ser causado por influência da saúde bucal. Uma higiene bucal eficiente e completa é capaz de reduzir consideravelmente casos de infarto.

A endocardite bacteriana pode motivar esses eventos cardíacos, infecção que atinge parte da membrana que encobre as válvulas cardíacas.

Endocardite bacteriana e ataque cardíaco

A endocardite bacteriana ou endocardite infecciosa é uma infecção que  atinge o revestimento interno do coração (endocárdio) e que compromete as válvulas cardíacas. A endocardite infecciosa ocorre quando uma bactéria entra na corrente sanguínea e trafega para as válvulas já debilitadas, se juntando a elas e se proliferando.

Entre as principais causas dessa infecção estão a má higienização e consequências de procedimentos dentários feitos de forma inadequada, tal como o tratamento de cárie e extração de dentes.

A má higienização favorece a formação da placa bacteriana, e assim a sua evolução ao tártaro, cáries, doenças gengivais e periodontais.

A doença periodontal (periodontite), por sua vez, é capaz de incitar a endocardite, principalmente diante de fatores de risco (válvulas artificiais, transplante de coração, doenças cardíacas congênitas, histórico da doença). Isso se deve ao fato da inflamação e infecção do periodonto permitir a entrada de bactérias da boca diretamente no sangue por meio de sangramentos recorrentes.

Dessa forma, os cuidados com a saúde bucal são de extrema importância, assim como o tratamento periodontal em indivíduos predispostos. Vale ressaltar que em caso de risco de endocardite o indicado é o consumo de um antibiótico 1 hora antes de alguns procedimentos dentários.

Visitas regulares ao dentista

As visitas regulares ao dentista são essenciais para a prevenção não só de danos à saúde bucal, mas também quanto à saúde bucal.

É através das visitas periódicas ao consultório odontológico que não só a endocardite pode ser tratada e prevenida, mas a fase inicial da formação da placa bacteriana.

Pelas consultas também podem ser feitos procedimentos regulares como a profilaxia (limpeza profissional), prevenindo o desenvolvimento da endocardite e outras doenças.

Por fim, pela avaliação do dentista é possível que o desempenho da higiene bucal seja considerado, podendo o profissional dar orientações e indicações para uma rotina de bons hábitos.

A clínica odontológica OralDents traz um novo conceito em Odontologia. Aliando conforto, tecnologia, técnicas avançadas e equipe qualificada, oferecendo aos clientes excelência em tratamentos odontológicos.

O seu sorriso é nossa prioridade! Agende uma avaliação gratuita aqui em uma clínica OralDents mais próxima de você.

Você tem alguma pergunta? Deixe sua pergunta abaixo e nós teremos prazer em respondê-las.

dentista

Deixe um Comentário

(0 comentário)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo Agende Uma Consulta Agora!